Pages

Subscribe:

Quem eu sou

Obras da carne e Fruto do Espírito

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: caridade (amor), gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra essas coisas não há lei.” Gl 5.19-23

OBRAS DA CARNE. 

“Carne” (gr. sarx) é a natureza pecaminosa com seus desejos corruptos, a qual continua no cristão após a sua conversão, sendo seu inimigo mortal (Rm 8.6-8,13; Gl 5.17,21). Aqueles que praticam as obras da carne não poderão herdar o reino de Deus (5.21). Por isso, essa natureza carnal pecaminosa precisa ser resistida e mortificada numa guerra espiritual contínua, que o crente trava através do poder do Espírito Santo (Rm 8.4-14; ver Gl 5.17).

As obras da carne (5.19-21) incluem:

(1) “Prostituição” (gr. pornéia), i.e., imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, também, gostar de quadros, filmes ou publicações pornográficos (cf. Mt 5.32; 19.9; At 15.20,29; 21.25; 1Co 5.1). Os termos moichéia e pornéia são traduzidos por um só em português: prostituição.


(2) “Impureza” (gr. akatharsia), i.e., pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5.3; Cl 3.5).


(3) “Lascívia” (gr. aselgeia), i.e., sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12.21).

(4) “Idolatria” (gr. eidololatria), i.e., a adoração de espíritos, pessoas ou ídolos, e também a confiança numa pessoa, instituição ou objeto como se tivesse autoridade igual ou maior que Deus e sua Palavra (Cl 3.5).

(5) “Feitiçarias” (gr. pharmakeia), i.e., espiritismo, magia negra, adoração de demônios e o uso de drogas e outros materiais, na prática da feitiçaria (Êx 7.11,22; 8.18; Ap 9.21; 18.23).

(6) “Inimizades” (gr. echthra), i.e., intenções e ações fortemente hostis; antipatia e inimizade extremas. 


(7) “Porfias” (gr. eris), i.e., brigas, oposição, luta por superioridade (Rm 1.29; 1Co 1.11; 3.3).

(8) “Emulações” (gr. zelos), i.e., ressentimento, inveja amarga do sucesso dos outros (Rm 13.13; 1Co 3.3).

(9) “Iras” (gr. thumos), i.e., ira ou fúria explosiva que irrompe através de palavras e ações violentas (Cl 3.8). 


(10) “Pelejas” (gr. eritheia), i.e., ambição egoísta e a cobiça do poder (2Co 12.20; Fp 1.16,17).

(11) “Dissensões” (gr. dichostasia), i.e., introduzir ensinos cismáticos na congregação sem qualquer respaldo na Palavra de Deus (Rm 16.17).

(12) “Heresias” (gr. hairesis), i.e., grupos divididos dentro da congregação, formando conluios egoístas que destroem a unidade da igreja (1Co 11.19).

(13) “Invejas” (gr. fthonos), i.e., antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos e queremos. 


(14) “Homicídios” (gr. phonos), i.e., matar o próximo por perversidade. A tradução do termo phonos na Bíblia de Almeida está embutida na tradução de methe, a seguir, por tratar-se de práticas conexas.

(15) “Bebedices” (gr. methe), i.e., descontrole das faculdades físicas e mentais por meio de bebida embriagante.
 e bebid

(16) “Glutonarias” (gr. komos), i.e., diversões, festas com comida a de modo extravagante e desenfreado, envolvendo drogas, sexo e coisas semelhantes.

As palavras finais de Paulo sobre as obras da carne são severas e enérgicas: quem se diz crente em Jesus e participa dessas atividades iníquas exclui-se do
reino de Deus, i.e., não terá salvação (5.21; ver 1Co 6.9).


O FRUTO DO ESPÍRITO. 

Em contraste com as obras da carne, temos o modo de viver íntegro e honesto que a Bíblia chama “o fruto do Espírito”. Esta maneira de viver se realiza no crente à medida que ele permite que o Espírito dirija e influencie sua vida de tal maneira que ele (o crente) subjugue o poder do pecado, especialmente as obras da carne, e ande em comunhão com Deus (ver Rm 8.5-14 nota; 8.14 nota; cf. 2Co 6.6; Ef 4.2,3; 5.9; Cl 3.12-15; 2Pe 1.4-9).

O fruto do Espírito inclui:

(1) “Caridade” (amor) (gr. agape), i.e., o interesse e a busca do bem maior de outra pessoa sem nada querer em troca (Rm 5.5; 1Co 13; Ef 5.2; Cl 3.14).

(2) “Gozo” (gr. chara), i.e., a sensação de alegria baseada no amor, na graça, nas bênçãos, nas promessas e na presença de Deus, bênçãos estas que pertencem àqueles que crêem em Cristo (Sl 119.16; 2Co 6.10; 12.9; 1Pe 1.8; ver Fp 1.14).

(3) “Paz” (gr. eirene), i.e., a quietude de coração e mente, baseada na convicção de que tudo vai bem entre o crente e seu Pai celestial (Rm 15.33; Fp 4.7; 1Ts 5.23; Hb 13.20).

(4) “Longanimidade” (gr. makrothumia), i.e., perseverança, paciência, ser tardio para irar-se ou para o desespero (Ef 4.2; 2Tm 3.10; Hb 12.1).

(5) “Benignidade” (gr. chrestotes), i.e., não querer magoar ninguém, nem lhe provocar dor (Ef 4.32; Cl 3.12; 1Pe 2.3).

(6) “Bondade” (gr. agathosune), i.e., zelo pela verdade e pela retidão, e repulsa ao mal; pode ser expressa em atos de bondade (Lc 7.37-50) ou na repreensão e na correção do mal (Mt 21.12,13).

(7) “Fé” (gr. pistis), i.e., lealdade constante e inabalável a alguém com quem estamos unidos por promessa, compromisso, fidedignidade e honestidade (Mt 23.23; Rm 3.3; 1Tm 6.12; 2Tm 2.2; 4.7; Tt 2.10).

(8) “Mansidão” (gr. prautes), i.e., moderação, associada à força e à coragem; descreve alguém que pode irar-se com eqüidade quando for necessário, e também humildemente submeter-se quando for preciso (2Tm 2.25; 1Pe 3.15; para a mansidão de Jesus, cf. Mt 11.29 com 23; Mc 3.5; a de Paulo, cf. 2Co 10.1 com 10.4-6; Gl 1.9; a de Moisés, cf. Nm 12.3 com Êx 32.19,20).

(9) “Temperança” (gr. egkrateia), i.e., o controle ou domínio sobre nossos próprios desejos e paixões, inclusive a fidelidade aos votos conjugais; também a pureza (1Co 7.9; Tt 1.8; 2.5).

O ensino final de Paulo sobre o fruto do Espírito é que não há qualquer restrição quanto ao modo de viver aqui indicado. O crente pode — e realmente deve — praticar essas virtudes continuamente. Nunca haverá uma lei que lhes impeça de viver segundo os princípios aqui descritos.

Histórias bíblicas - SLIDE

Histórias Bíblicas Mig e Meg, material para auxílio aos professores e afins. Aproveite!

Click no link abaixo e faça o download

Show do Cristão

Um emocionante jogo em português de perguntas e respostas. Todas constando na bíblia.
Blog de pregadorgospel :Pregador Gospel, Show do Cristão


Click no link abaixo e faça o download e pronto!




Hoje é dia - 14 de Maio

Dia do Seguro

Aproximadamente 2.300 anos antes de Cristo, os "cameleiros" conduzem mais uma caravana pelo deserto, para vender seus camelos nas cidades vizinhas. Desta vez eles partem seguros, apesar dos perigos de tais viagens.

Um acordo inédito na História foi firmado entre eles: cada criador que perder um animal, por morte ou desaparecimento, terá a garantia de receber outro, pago por todos.
Seguro inicia sua história...Uma história que evoluiu constantemente.

Seguro de Carro
Seguro não é uma figura da sociedade moderna. Em nossa história podemos constatara presença do seguro nas mais remotas civilizações.
Em princípio, a assistência era dada pelos membros da mesma família, sempre cooperando para a própria defesa e desenvolvimento; pelos vizinhos, depois, movidos por sentimentos de amizade ou piedosos; pelos companheiros de trabalho; pelo empregador ou proprietário de terras.
Surgiram, bem mais tarde, quando o espírito associativo adquiriu maior autonomia, as corporações de caráter religioso ou leigo.
Na Idade Média, apareceram as corporações de ofício, primeiros exemplos de agremiações profissionais, que impuseram a seus integrantes o dever de auxílio mútuo em caso de enfermidade. Inspiradas pelo sentimento cristão, surgem, igualmente as confrarias medievais, como instituições associativas de caráter geral, destinadas ao culto religioso, a ajudar os confrades enfermos e a realizar os funerais.
Das confrarias nasceram, posteriormente, as irmandades de socorro mútuos, as quais,constituíam autenticas sociedades organizadas com tal perfeição técnica que, nada tinham a dever às mutualidades modernas do século XX.
O benefício já não era ajuda discricionária, senão autêntico direito adquirido por sistema de cotização, bem estruturado e regulado por um regime de prestações pré-estabelecidas.
As operações de seguros propriamente ditas, só apareceram no último período da Idade Média.
Surgidas como solução para enfrentar a insegurança decorrente da falta de poder central atuante, reforçaram o espírito de comunidade e a solidariedade entre seus membros facilitava a solução dos problemas de proteção contra os riscos que lhe ameaçavam vida e bens.
Considera-se Contrato de Seguro , aquele pelo qual uma das partes de obriga para com a outra, mediante o pagamento de um prêmio, a indenizá-la pelo prejuízo resultante de riscos futuros previstos no contrato.
O documento que estabelece o seguro chama-se apólice. É nele que são registrados os compromissos assumidos, o valor do objeto segurado, o prêmio que deve ser pago e a indenização à pessoa segurada, quando do provável sinístro.
Fonte: Sindise-PR

Hoje é dia - 08 de Maio

DIA DAS MÃES

Dia das Mães
Parabéns a todas as mães do mundo!
O Dia das Mães tem a sua origem no princípio do século XX, quando uma jovem americana, Anna Jarvis, perdeu sua mãe e entrou em completa depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a idéia de perpetuar a memória da mãe de Annie com uma festa. Annie quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo, a comemoração e consequentemente o Dia das Mães se alastrou por todo o país e, em 1914, sua data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson: dia 9 de Maio.
No Brasil, o Dia das Mães é celebrado no segundo domingo de Maio, conforme decreto assinado em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas.
Em alguns países, o Dia das Mães tem data fixa:

3 de Março: Geórgia
8 de Março: Albânia, Rússia, Sérvia, Montenegro, Bulgária, Romênia
21 de Março: Egito, Síria, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos
7 de Abril: Armênia
10 de Maio: Suécia, México, Barém, Hong Kong, Índia, Malásia, Qatar, Singapura
26 de Maio: Polônia

27 de Maio: Bolívia, República Dominicana
12 de Agosto: Tailândia (aniversário da rainha Mom Rajawongse Sirikit)
15 de Agosto: Bélgica e Costa Rica (Dia de Atención De Maria) 8 de Dezembro: Panamá

Em outros países, assim como no Brasil, a data varia no mês:

2º Domingo de Fevereiro: Noruega
1º Domingo de Maio: Portugal, Lituânia, Hungria, Cabo Verde, África do Sul, Espanha, Suécia
2º Domingo de Maio: Australia, Bélgica, Brasil, China, Dinamarca, Alemanha, Estônia, Finlândia, Grécia, Itália, Japão, Canadá, Países Baixos, Nova Zelândia, Áustria, Peru, Suécia, Formosa, Turquia, EUA, Venezuela
Último Domingo de Maio: França (se coincide com Pentecostes, é transferido para o primeiro domingo de junho)
3º Domingo de Outubro: Argentina
Início do Mês de Outubro: Índia




DIA INTERNACIONAL DA CRUZ VERMELHA 


Dia Internacional da Cruz Vermelha
A Cruz Vermelha foi fundada no dia 5 de dezembro de 1908. O médico Dr. Oswaldo Cruz - conhecido por seus trabalhos sanitários no Rio de Janeiro - foi o primeiro presidente da instituição que é formada por voluntários com objetivo de ajudar as pessoas necessitadas.
A Cruz Vermelha, em tempos de paz, tem como missão ajudar as vitimas de catástrofes naturais como, por exemplo, enchentes e secas. Trabalham também em beneficio da comunidade, provendo benfeitorias na área da saúde e educação.
Os princípios fundamentais da Cruz Vermelha são:
  • Humanidade
  • Imparcialidade
  • Neutralidade
  • Independência
  • Voluntariado
  • Unidade
  • Universalidade


DIA NACIONAL DO PINTOR


Dia Nacional do Pintor
Hoje é o dia do pintor!
A pintura, assim como a música, é uma das manifestações artísticas mais antigas da humanidade.
Durante a história tivemos vários movimentos artísticos que são na verdade o reflexo do pensamento  sócio-cultural da época. 



Passatempo Quebra-Cabeça Seurat Artes para imprimir e brincar

Lembrancinhas Dia das Mães 2011

As toalhinhas bordadas ficaram uma gracinha!!!








Os cartãozinhos então, completaram o charme.

Pr Francisco Zapata

Hoje é dia - 07 maio

Silêncio é o eco reflexivo interior, o vôo da solidão gigante, o grito eloqüente no auge da dor, o clamor do oprimido, a expressão criadora do poeta.

silêncio é a ausência de barulho, sons, vozes e ruídos, segundo a definição de dicionários e enciclopédias.
Do ponto de vista da espiritualidade, o silêncio é força e caminho propício à introspeção e à meditação.
O silêncio dos imensos desertos, por onde caminham os peregrinos, em busca da fonte inesgotável de paz e harmonia.

silêncio que nos acompanha na intimidade e está conosco no instante final, companheiro e guia no caminho da eternidade.
Silêncio é a força misteriosa, repleta de sutilezas e transparências, que nos dá a medida exata da pureza, da humildade, da riqueza interior.
Sem o silêncio a alma fica pequena.

"Há o silêncio manipulador, o silêncio torturante, o silêncio chantagista, o silêncio rancoroso, o silêncio conivente, o silêncio da zombaria, o silêncio imbecil, o silêncio do desprezo.
Há pessoas que matam com seu silêncio. Há silêncios que esmagam a justiça e a bondade, na calada da noite.
silêncio mais puro é aquele que guarda a confidência.
Este silêncio jamais é excessivo.
Não se deve apregoar aos quatro ventos o que foi murmurado na intimidade da amizade e do amor.
O silêncio mais sábio é aquele que fazemos diante dos impertinentes, intolerantes e desbocados.
É o silêncio do Cristo inocente diante dos acusadores, o silêncio dos espaços infinitos diante da quase infinita capacidade nossa de falar ou escrever sem razão.
Calar da maneira certa é deixar que uma voz mais profunda seja ouvida.
A voz severa, a voz serena, a voz suave e firme da verdade."
Fonte: Kplus

Hoje é dia - 06 maio

Dia do Cartógrafo foi instituído pela Sociedade Brasileira de Cartografia (SBC) em referência à data do mais antigo trabalho cartográfico registrado no Brasil.
O fato se deu em 27 de abril de 1500, segundo o Calendário Juliano utilizado na época, quando Mestre João, astrônomo da frota de Pedro Álvares Cabral, determinou a latitude da Baía de Cabrália - atual Porto Seguro.

CartografiaO documento foi enviado à corte juntamente com a carta de Pero Vaz de Caminha, na data corrigida para o atual Calendário Gregoriano, 6 de maio.
De lá para cá, a tecnologia marcou a diferença entre aqueles primeiros profissionais e os engenheiros cartógrafos da atualidade.
Afora isso, eles são e sempre serão os mesmos artistas da ciência de compor cartas geográficas.

engenheiro cartógrafo é especialista em coleta, armazenamento, recuperação, medição, processamento e análise de dados e informações necessários à representação adequada dos fenômenos que ocorrem na superfície terrestre.
Com base em informações sobre solo, relevo, recursos hídricos, vegetação, clima, densidade populacional e demografia, o engenheiro cartógrafo elabora mapas de cidades, países e continentes, plantas topográficas, cartas náuticas, aeronáuticas e de navegação aérea ou marítima.
A profissão de engenheiro cartógrafo é das mais antigas, remontando suas origens ao ano de 1810, quando foi criada a Academia Real Militar, embrião da Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil.
A principal diferença entre os primeiros profissionais e os engenheiros cartógrafos da atualidade é o uso da tecnologia em seu trabalho.
A formação desse profissional é caracterizada por um aspecto dinâmico em relação a uma constante atualização, devido ao avanço tecnológico e modernização de equipamentos e técnicas aplicadas.

engenheiro cartógrafo não cuida apenas de mapas.
O cartógrafo é um profissional multidisciplinar capaz de atuar na coleta, processamento e representação de informações da superfície terrestre.
Não falta trabalho para o engenheiro cartógrafo já que o mercado de trabalho para a profissão só tende a crescer no país, tendo em vista o avanço tecnológico.
Quem pensa que o planeta Terra é o limite para o trabalho do engenheiro cartógrafo está enganado.
A tecnologia que envolve esse especialista em mapas já está no espaço, em comunicação via satélite, processamento de imagem e outras formas de informação.
Planejar e orientar a execução de projetos de mapeamento aplicados ao meio ambiente, gestão urbana, turismo, dentre outros, são tarefas do engenheiro cartógrafo.
Cabe a este profissional, do campo da Engenharia, dominar as novas geotecnologias para produzir informações espacialmente referen-ciadas com mais precisão e atualidade.
O cartógrafo é um profissional multidisciplinar, pois agrega toda sorte de dados com a finalidade de transformá-los em informação útil e representável por meio de mapas.
“Com o avanço tecnológico, a Cartografia vem se tornando uma ciência que apóia a tomada de decisões técnicas no planejamento urbano, regional e ambiental.
Para representar os fenômenos que ocorrem no espaço geográfico (enchentes, deslizamentos de terra, desmatamentos, infra-estrutura urbana etc.) é necessário mapas em meio digital, que possam apresentar a informação de forma lógica e fidedigna.
Fonte: IBGE teen, CONFEA

MIDINHO Jonas na Cidade de Ninive

midinho em Davi perdoa saul

Seja Bem-Vindo


ao meu, ao seu, ao nosso blog, um cantinho feito especialmente para que eu possa dividir com você, tudo o que tenho feito, aprendido com meu trabalho no ministério infantil, dentre muitas outras dicas para educadores infantis, etc. Espero poder ajudar no que for preciso.

Tia Tarcisa




Missão:
   Primar por um ensino relevante, atraente, criativo, solidificado na Palavra, que leve a criança a relacionar-se corretamente com Deus, reconhecendo Jesus como Salvador e Senhor de sua vida (1 Pe 1.18), crescendo espiritualmente (1 Pe 2.2), e, servindo ao Senhor na proclamação de Sua mensagem (1 Pe 2.9).




Para Refletir


Nunca foi e nunca será fácil constituir uma família segundo o padrão de Deus. As pressões sempre serão muito fortes, mas “maior é Aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (1 João 4:4).



Como os pais podem cumprir com eficiência a este ensinamento? 
Provérbios 22:6: “Instrui o menino no caminho em que deve andar e até quando envelhecer não se desviará dele”. 

Exige criatividade

Decorar o quarto dos pequenos não é tarefa nada fácil, ousar da criatividade e cores transforma o ambiente
Na hora de decorar o quarto dos pequenos, devemos ficar atentos quanto às cores, móveis e a disposição dos objetos dentro do quarto. Isso pode facilitar a limpeza do ambiente e proporcionar melhor conforto para a criança ou bebê. “O importante é visar por projetos que possam ser reaproveitados futuramente.”, afirma a arquiteta, Vanessa Trad.

Quarto de bebê decorado - Vanessa Trad



Segundo Trad, a melhor forma para decorar o quarto infantil é usar tudo nas paredes, para que não exista o problema da circulação e pontas, que por ventura podem trazer dor de cabeça para os pais. Desta forma é interessante usar móveis embutidos, que fiquem na extremidade do quarto, deixando o meio livre, disponibilizando um lugar para brincar.
Não devemos esquecer que existem algumas diferenças na hora de posicionar os objetos e móveis no ambiente. “O quarto do bebê não oferece tanta mobilidade, pois será utilizado pelos pais ou babás, já o quarto de uma criança mais velha, será usado por ela mesmo, o qual irá manusear os objetos, por essa razão priorizar um bom espaço é fundamental.”, diz especialista.
Outro ponto importante que deve ser considerado na hora de decorar ambientes para crianças são as cores a serem utilizadas. De acordo com a arquiteta, são as colorações que vão dar a cara e o charme para o ambiente. O interessante é escolher uma tonalidade legal e trabalhar com a decoração de todo o quarto.
As cores mais utilizadas são as que possuem tons mais fortes e vibrantes [coloridas]. Os pais mais tradicionais podem, por exemplo, optar pela cor branca, e assim ir brincando com as cores dos brinquedos, dispondo-os em prateleiras, dando uma cara descontraída ao ambiente.
Uma boa saída, que faz excelente composição com as cores do quarto, é a aplicação de adesivos, que no mercado estão super na moda, “Gosto de usar adesivos em meus projetos, pois eles não te prendem a nada e podem ser removidos com muita facilidade.”, diz Vanessa.
De acordo com ela, explorar por alternativas reaproveitáveis é uma ótima solução para os pais que querem economizar. “Além dos adesivos, é interessante trabalhar com papel de parede, quadro, mural, pois é muito mais fácil você trocá-los futuramente, comparados a armário ou cama.”, explica.
Muitos pais ainda optam por temas nos quartos dos filhos, a grande parte das lojas especializadas, oferece enxoval completo, a arquiteta não indica esse tipo de decoração, pois o gasto investido com esse projeto se perderá rapidamente, além de não oferecer um bom reaproveitamento. “Nos quartos de bebês sempre tento fazer projetos que futuramente possamos adaptar-lo a uma criança.”, afirma.
Para dar uma cara mais aconchegante ao ambiente é interessante optar por uma boa iluminação indireta, com a utilização de abajur, arandela ou alguma meia luz na hora que a criança for dormir, oferecendo comodidade no período da noite. Outro ponto que não pode faltar na hora de iluminar o ambiente é a iluminação direta, que deve servir para pontos estratégicos, que dão maior visibilidade para o contado da mãe para com o bebê. 
Independente da cor utilizada ou dos móveis, na hora de se decorar um quarto de criança ou bebê é necessário que não falte comodidade e atividades para as crianças. “Sempre sugiro em meus projetos lugares para as crianças desenharem, pintar e esboçar toda a sua criatividade.


 

Cuidados com os dentinhos

O que é Odontopediatria?

A odontopediatria é o ramo da odontologia que cuida da saúde bucal das crianças. Hoje sabemos que o grande medo que as pessoas têm de enfrentar a cadeira do dentista é devido às experiências negativas que tiveram quando crianças. Por esse motivo, o trabalho do odontopediatra é tão importante.
São eles os responsáveis pela higiene não só das crianças que já tem dentinhos, mas também dos bebês e das gestantes. Aliás, as mães devem procurar esses profissionais ainda durante a gravidez, enquanto ainda tem um tempinho sobrando, para se informar sobre os cuidados que devem ter a partir do nascimento.
O tratamento para crianças também requer cuidado especial. Os pequenos precisam de maior atenção e psicologia para que a visita ao dentista não vire uma tortura. O ambiente também deve ser atrativo, ajudando a criança a se sentir confiante e descontraída.
É importante que os pais conversem com o odontopediatra sobre qualquer experiência ruim que a criança tenha tido para que o profissional saiba ajuda-lo a lidar com esse medo e o tratamento ocorra da melhor maneira possível.

Escolhendo o dentista

Como escolher um profissional?
Muitos pais acham mais fácil levar a criança ao seu próprio dentista, a quem já conhecem e já estão acostumados. Porém, a qualificação de odontopediatra é importante porque existem várias técnicas psicológicas para saber lidar com o comportamento infantil.
É comum a criança chorar na cadeira do dentista. Afinal, qual a graça de ficar ali sentada com a boca aberta sem saber o que está acontecendo? É aqui que entra a sensibilidade do profissional para conversar com esse pequeno paciente, que de paciente não tem nada, e explicar o que está acontecendo. O odontopediatra deve conversar com a criança de uma maneira que ela se envolva na “brincadeira de achar o bichinho da cárie que mora nos dentinhos”.

É ele também que deve ter a sensibilidade de diferenciar o choro da criança. Muitas vezes não é dor que ela está sentindo, mas apenas irritação ou cansaço. E ainda cabe a ele ensinar os pequenos a cuidar dos próprios dentes e incentivar a escovação.


Quando ir?

A primeira visita ao dentista


É com seis meses de vida que começam a aparecer os primeiros dentinhos do bebê. E é também nesse momento que deve acontecer a primeira visita ao odontopediatra. Normalmente, os dois dentes inferiores da frente são os primeiros a nascer, seguidos pelos dois de cima. Até os dois ou três aninhos de vida da criança vão surgindo os outros dentes de leite.
Os odontologistas recomendam que crianças e adolescentes visitem o dentista a cada seis meses. Esse é o tempo ideal para detectar qualquer início de cárie e conseguir combate-la sem que o dente tenha que ser restaurado.
Se a primeira consulta do bebê acontecer logo que aparecer o primeiro dentinho, os pais podem ser orientados a acompanhar a erupção dos outros dentes e assim, possivelmente, a criança nunca terá uma cárie.
Outra vantagem de começar os cuidados cedinho é que a criança vai acostumando com o ambiente, com os profissionais e com os procedimentos. Se na primeira consulta a criança já apresenta uma cárie, ela terá que ser submetida à anestesia para fazer a obturação. Muitas vezes, a visita é tão tardia que a criança precisa tratar o canal ou até mesmo extrair o dente.
Então, é bom lembrar. Para que a criança não sofra nem fique traumatizada, o melhor é prevenir!
 Os dentinhos do bebê

Leite empedrado não impede amamentação

Uma das maiores dificuldades encontradas pelas mães logo no início da amamentação é quando o leite “empedra”, deixando as mamas duras e causando dores o que dificulta a amamentação. Saiba que esse é um problema temporário, mas que deve ser solucionado para que não ocorra maiores complicações ou até mesmo o desmame precoce.

Mamãe amamentando o bebê


O ingurgitamento, conhecido como empedramento do leite, é um dos motivos que faz com que a mulher desista da amamentação, já que com ele aparece dor, fissuras no bico, febre local e até generalizada. Além disso tudo, existe a dificuldade de pega do bebê, que o faz chorar, deixando a mamãe nervosa. Com tudo isso, a mamãe acaba por introduzir o leite artificial.
O empedramento acontece por um simples motive. A mulher no início da amamentação produz mais leite do que o bebê precisa. Essa sobra de leite endurece, criando nódulos, prejudicando mamãe e bebê.
“Para conseguir minimizar o problema, o primeiro passo é amamentar em livre demanda, isto é, amamentar a hora que o bebê estiver com fome. Não é de três em três horas nem de duas em duas. É a hora em que o bebê tiver vontade”, explica a fonoaudióloga Jamile Elias.
Outra dica que a especialista em amamentação oferece é a massagem seguida da ordenha manual. Isso mesmo. Retirar o leite das mamas sem uso da bombinha. Primeiro a mamãe deve realizar a massagem em movimentos circulares com as pontas dos dedos indicador e médio sempre do bico para a base procurando os nódulos e mantendo a outra mão como apoio. Depois colocar os dedos indicador e polegar em forma de “C” no final da região areolar (e não no bico) e realizar movimentos rítmicos para a saída do leite.
Massagear e retirar o leite até a mama ficar mais macia e confortável para uma boa pega do bebê (abocanhar a aréola toda), em média 15 minutos.
Nessas horas, muitas teorias e supostas soluções infalíveis aparecem. Não leve a sério tudo que falarem. Por exemplo, o mito de que realizar compressas de água quente nos seios ingurgitados ou tomar banho com água quente. Pode ser que a primeira sensação seja de alívio, mas a água quente estimula a produção do leite. Ou seja, minutos depois as mamas estarão mais cheias do que antes.
Portanto, prefira compressas de água fria e banhos de mornos a frios. Consulte sempre um profissional.

Para Refletir...

Quando todas as portas se fecham é porque
Deus quer abrir uma porta maior..
Quando todos nos viram as costas,é porque
Deus quer mostrar que fiel é ele só...
Quando pensamos que estamos em um verdadeiro deserto
é porque Deus quer se revelar...
Quando passamos por várias dificuldades
é porque Deus quer algo nos ensinar...
Quando o impossível se apresenta,
é porque é a hora do nosso Deus operar...
Quando você pensa que está só e que Deus te esqueceu,
você recebe um scrap como esse e Deus te diz:-
Não te esqueci, nem te abandonei,
estou te moldando para minha glória e louvor
e farei na tua vida uma obra que deixará
todos pasmos glorificando o meu nome
e dizendo que só o teu DEUS é o Senhor...

Adorem ao

Obrigado pela visita